Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005

A ORGANIZAÇÃO É QUASE TUDO

2005.jpg

Se, em política, a organização não é tudo, anda lá perto. Assim, uma candidatura com um (ou dois, ou três) partidos na rectaguarda é uma coisa, ir lá sem aparelho no apoio, é outra. Não por muito mais, mas sobretudo pela organização. Pois, se o dinheiro é a alma do negócio, a organização é a alma dos partidos. E, com organização, até as almas se juntam em sinergia – os partidos dão organização e ... também dinheiro.

Cavaquistas, soaristas, jerónimos & ecologistas, bloquistas mais eme-erres, estão, na actual corrida para Belém, em vantagem nítida sobre os outros, os sem ou acima dos partidos. Eles têm os seus aparelhos, logo têm organização. Mais o dinheiro da organização.

O cavaquismo faz, no meio disto tudo, a figura do parente rico. Tanto que é o que vai gastar mais massa a promover o seu produto. Os soaristas vêm logo a seguir. Mas estes fazem a bissetriz equidistante entre organização e fundos. Têm o seu dinheirinho farto mas bem contado, apostando sobretudo no fiel lubrificante da organização. Tanto que até já vemos o Raimundo Narciso a gastar um post só para citar Vital Moreira!
publicado por João Tunes às 16:15
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds