Terça-feira, 3 de Janeiro de 2006

SOBRE O PODER DE MIGUEL DE VASCONCELOS NA ENERGIA

h0171e13[1].jpg

Ora expliquem-me lá e por favor. [dirigo-me aos senhores e às senhoras que mandam lá no PS] Percebi que espremem borbulhas a clamarem que Manuel Alegre, para exercer o direito de uma candidatura unipessoal fora do enquadramento partidário, devia demitir-se de dirigente do PS, da qualidade de deputado pelo PS e até suspender a sua condição de militante do PS. Entendida a lógica higiénica desta tentativa de depuração (se te candidatas fora do PS, sai do PS), quem me explica que não haja escândalo no PS por Joaquim Pina Moura, deputado pelo PS, ser administrador-chefe da Iberdrola, ser administrador da Galp e tentar meter um administrador (ele ou alguém por ele) na administração da EDP (concorrente da Iberdrola) e num universo de actividade (energia) que ele recentemente tutelou como membro do governo?

Segundo o PS, a promiscuidade entre a política e os negócios é menos grave que a autonomia de cidadania? É mesmo? Então estamos entendidos. Ou seja: o PS precisa mesmo de Manuel Alegre na Presidência da República. Pese embora a inércia partidária dos vícios velhos que apostam no Soares “corta-fitas”.
publicado por João Tunes às 23:03
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds