Terça-feira, 10 de Janeiro de 2006

MULHER INÊS

20051001ninho[1].jpg

Uma das coisas que mais me revoltam no nosso viver social é esperarmos que figuras que sabemos que muito todos lhes devemos vão desta para melhor, faltarem-nos, para lhes prestarmos homenagens de baba e ranho.

Tem toda razão o meu caro Raimundo Narciso em evocar a figura peculiar e gigantesca dessa grande mulher - Inês Fontinha.

Esta socióloga madeirense, católica militante, persistente e coerente, uma mulher que imagino como querendo entrar no céu pelo lado esquerdo (sabendo que o elevador do lado direito está reservado aos crentes e cumpridores que acumularam com as condições de ricos e poderosos), há trinta anos (!) que fez de causa da sua vida o voluntariado pela reinserção social de mulheres prostitutas. E, pelo ”O Ninho”, já passaram sete mil nossas concidadãs. Às quais, Inês mostrou um dedo de carinho a indicar-lhes e procurar-lhes um caminho entre os mil caminhos diferentes e difíceis da dignidade, alternativos aos caminhos turvos do mundo oferecido por homens de sexo tão frágil que se dispõem a pagar para dele terem prazer ou até rebaixarem-se ao contentamento na sua ilusão. Umas tantas seguiram o dedo da Inês, outras ficaram-se pela via fácil da perda de vida gasta a ganhá-la. Mas as que ganharam a luta, mais nós todos os outros, temos uma dívida de gratidão social para com Inês Fontinha.

Obrigado, Inês!
publicado por João Tunes às 23:09
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ana a 11 de Janeiro de 2006 às 10:30
Em pleno coração, tocou-me este post.
Obrigada Inês e obrigada João, pelas palavras tão adequadas, sentidas e justas que deixou aqui.


De Pim Polho a 11 de Janeiro de 2006 às 00:22
Concordo. Acho Inês Fontinha uma espécie de cavaleiro andante dos tempos modernos, intrépida e sozinha, sem desfalecimentos, utopicamente em busca do seu Santo Graal. Mas quem pode ser bem sucedido nesta área sem doses massivas de utopia, "fundamentalismo" e coerência? Não estou completamente de acordo com a visão que IF tem da problemática da prostituição, mas que importa? Trata-se de uma Grande Mulher.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds