Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2006

PARA MANUEL, POETA SEMPRE

AlegreMafalda20060120Lisboa[1].jpg

Caro Manuel,

Tenho uma dívida para contigo. Não é pequena mas, toma nota, não é para pagar.

Fizeste lume de brilho renascentista neste anárquico e amador caminhar a replantar entusiasmo abrilista entre os cansados do bolor da asfixia partidocrática em que a esquerda velha se deixou atrelar e que (re)provou não querer arejar. A que prefere o culto de múmias à recriação dos símbolos da esperança.

Perdeste porque perdemos. Mas quantas esperanças novas de rebeldia plantaste e nós, amadores e ingénuos, os do sonho antes do défice, tecemos com dedos de esperança contra a força bruta dos aparelhos aparelhados? Fomos inábeis no ponto mate, o final, o do frémito que poderia ter dado os milhares que faltaram porque ficaram na areia molhada da praia, os dos descrentes na força da poesia. Pois fomos. E depois? Depois, fica a dívida que não é para pagar.

Obrigado Manuel.
publicado por João Tunes às 15:08
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Ana a 24 de Janeiro de 2006 às 13:02
Achei graça ao post anterior - eu já tinha pensado também na Helena Roseta, como uma hipótese...


De 473145 a 24 de Janeiro de 2006 às 12:52
Caro João, Foi bonita a festa pá, fiquei contente!
A manipulação levanta graves obstáculos a qualquer tentativa de ultrapassar o passado de um modo construtivo escrevia Arno Gruen em Falsos Deuses.
A candidatura de Manuel Alegre uniu mais de um milhão de portugueses o que é um feito admirável. Lançou pontes e construiu redes que se irão consolidar nos tempos mais próximos. O longo processo da conquista da cidadania não acabou!
E esta espécie de orgulho e alegria de teremos participado nesta caminhada não vai desaparecer tão depressa. Com Alegre ou sem ele o tempo não pára!
Vamos continuando a trocar ideias por aqui e por onde encontrarmos espaço para continuar a defender a liberdade a igualdade e a solidaridade! Sem medos nem amarras sem partidos nem dirigentes incapazes de merecer sequer o nosso voto!
Em 2011 vou votar na Helena Roseta!

Saudações mátrias e frátias


De Testa Alta a 24 de Janeiro de 2006 às 12:28
Obrigada Manuel Alegre, Poeta do Mês de Maio, Poeta do Mês das Rosas.
Deste outra vez o exemplo de quem não se acomoda e vai à luta, de quem aceita correr riscos.


De Julia Coutinho a 23 de Janeiro de 2006 às 22:37
Plenamente de acordo com as tuas palavras, amigo Tunes.
Todos nós, os que protagonizámos este imenso movimento cívico em torno da candidatura de Manuel Alegre, temos uma dívida para com ele.
Mas isto não pode nem deve morrer aqui.´
Oxalá Alegre saiba rodear-se de quem, na sua área de poder, o apoia, e saiba exercer uma oposição às medidas mais direitistas do seu próprio partido, na Assembleia da Republica.
Há um milhão de portugueses que confia nele !


De Ana a 23 de Janeiro de 2006 às 15:55
Sentidamente, também junto o meu Obrigada.
Por uma onda de esperança que passou,
por um cheirinho de Abril que voltamos a sentir.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds