Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2006

OBRIGADO

doubt15[1].jpg

Tive abraços de consolo de tantas partes que ainda não entendi que coisa foi esta que nos tornou, assim, mais próximos. Alguma coisa terá acontecido neste país que só os cegos teimam em não ver ou negar. Serei um deles?

Uns por viva voz, outros pela palavra escrita, muitos foram os abraços com esperança dentro. Só por isso valeu e vale a pena não deixar morrer esta alegria. E quem a queria passageira vai ter de nos continuar a aturar.

Até tive direito a simpatias estéticas. Por exemplo, esta.

Obrigado a todos. Cá estaremos. Do tropeço à queda, vai a distância de uma alma.
publicado por João Tunes às 00:05
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Ana a 25 de Janeiro de 2006 às 12:04
Desde que a alma não seja pequena, todos os tropeços são ultrapassáveis e valem a pena, para chegar aonde sentimos que é preciso chegar.
Navegar é preciso.
Manter os sonhos também.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds