Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2006

AINDA IGUAIS?

espera_1.JPG

Com este post, se calhar, a subtileza acobardada foi tanta que não deu para perceber que o meu fascínio teve muito mais a ver com a beleza da foto (como bonita ela é!) que a legenda mal remendada. Oportunidade que não quis perder para meter mais uma gota do meu fel de estimação. Afinal, apenas uma provocação estética. Inocente pela culpa atávica do feitio, apesar do fel, esse sim, adulto e sujeito a julgamento. Mas, garanto, se me perdi, fi-lo por amor de espanto perante uma boa fotografia (e não é?).

Mas os comentários de duas consideradas visitantes (a Susana e a Ana) deram-me para pensar. E em coisas mais sérias que a eventual ventura fotográfica do construtor inspirado daquele fresco de mulheres. Porque pressinto que, atrás e mal escondido, há um bloqueio de vitimização, metendo sempre em cima da mesa o que foi e o que falta vir, desprezando o que se andou e que só me parece poder ser um embaraço (ou cansaço?) no caminhar. Metendo nevoeiro na diferença atrasada e que nos devia incitar (não?) a gritar às companheiras mais vagarosas e mais presas ao embaraço das vestes negras (pudera!): “porra! andem e caminhem!”. É que, sejamos francos, isto não é um sinal, um dos sinais, da maior fraqueza “ocidental” perante os bárbaros com o dinheiro do petróleo que vendem às multinacionais – esfumar os nossos avanços conquistados pulso a pulso para lhes darmos o benefício da relativização das diferenças?
publicado por João Tunes às 15:21
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De ana a 14 de Fevereiro de 2006 às 17:12
Tá bom, Susana, fica com o da túnica, fica.
Caramba, eu não sou açambarcadora, não sou não. J. Wayne me basta, o meu cow-boy mitológico é ele, só ele.


De Susana Bs a 14 de Fevereiro de 2006 às 17:08
Façam lá todos os acordos que houver para acordar mas o da túnica é meu! A Ana fica com o John Wayne, por mim está bem. Mas o da túnica é meu! Quem dá e tira ...


De Ana a 14 de Fevereiro de 2006 às 16:37
Impagável, esse seu humor.
O meu estilo de cow-boy preferido também ainda vai para o J. Wayne - vai ver que também estou parada no tempo; não me faço à ideia deles aos beijinhos e apalpanços um ao outro. Cow-boy que é cow-boy tem de cheirar a cavalo e ser mesmo um "mulherengo e matador". Mais não digo que já me estou a espalhar em demasia.


De Joo a 14 de Fevereiro de 2006 às 15:32
Contra um Colt ainda me julgo conseguir amanhar, mas com dois não me atrevo. Para mais, com duas cow-girls de lata cilindrada intelectual. Desisto da cowboiada, tanto mais que o américo-chinês agora os pinta, aos cow-boys de maricones. E eu parado no tempo de quando o protótipo era o Gary Cooper, mais eficaz a disparar com o olhar longo e o dedo a passar nos lábios secos a ganhar tempo para levar a mão ao cinturão... Fico-me então com a "estrelinha", pode ser que me dê sorte em próxima ocasião.


De ana a 14 de Fevereiro de 2006 às 12:20
Estou com a Susana - se os comentários nossos o levaram a alta meditação e subsequente acto de criação, está de parabéns. Há pessoas assim, João, criativas, inventivas, capazes de rever o assunto por outros prismas distintos... Bem-haja por partilhar essas suas visões do mundo e da vida.


De Susana Bs a 14 de Fevereiro de 2006 às 00:38
Sheriff, deixe lá a estrelinha na lapela que está (patentemente!) aí para as curvas. Eu fico-me pelas esporas (e, já agora, também pelo tipo da túnica se valer a pena).


De Joo a 13 de Fevereiro de 2006 às 22:21
Uma Dona, esta senhora dama e blogocompanheira. E como ela sabe escolher o sítio que lhe interessa - a direcção do sol mais a flutuação do vento - na padraria e na hora de trocar as pistoladas! Eu acho que ela se encolhe, fintando tão bem como o faria Garrincha se em vez de querer beber todos os copos de uma vezada como lhe deu na telha, tivesse escolhido fim-de-carreira como cow-girl (melhor fizera e teria sido mais feliz), mas como fumega o seu Colt! Mordo o pó e entrego-lhe a estrelinha de lata do meu ego sheriffado, esperando que ela lhe faça bom uso e não a entregue ao primeiro gajo de túnica que encontre por aí de cú no ar (curioso, penso agora: porque é que os maometanos metem o cú saliente quando rezam? será a sua parte mais nobre e mais santa?).


De Susana Bs a 13 de Fevereiro de 2006 às 21:56
João, os comentários terem dado lugar a pensamentos e estes a um post é coisa que abona a favor de quem faz este blogue. Isto para já é mais importante que a falta de acordo em torno da questão de "vitimização" (ora essa!, e os números?!). Nada de maior, é só opinião.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds