Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2006

EU NÃO QUERO AQUILO, MAS QUEM SOU EU?

Jeronimo.jpg

“Em Cuba existe um processo revolucionário escolhido pelos próprios cubanos. Quem sou eu para dizer que a minha democracia é melhor que a deles? Houve um contexto histórico, um processo que continua em curso, não penso que no meu país e que o meu partido, possa um dia, no Portugal concreto, fazer no plano sistema político aquilo que os cubanos fazem, mas isso não invalida a minha profunda solidariedade com aquele povo cubano que resiste perante aquele vizinho que lhe faz o cerco e o estrangulamento económico. Mas para descansar, para o meu país eu quero aquela democracia onde a liberdade seja intrínseca, da democracia plural da existência de partidos políticos, de eleições livres…” (…) “Concerteza que em Portugal nós não faríamos isso [proibição pela autoridades cubanas de as “Damas de Branco” receberem o Prémio Sakharov atribuído pelo Parlamento Europeu]”

(Jerónimo de Sousa, entrevista ao Público/Rádio Renascença)
publicado por João Tunes às 16:10
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds