Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006

O PARTO DE ANGOLA

angola_1.JPG

A independência de Angola foi o processo mais difícil, doloroso, complexo e retardado entre as emancipações africanas ao soltarem-se da canga do colonialismo português. Por razões sobejamente conhecidas. Talvez não pudesse ser de outra forma a “perda” da “jóia da coroa”.

O que mais me espantou, entre muitos outros méritos, num livro recém lido de Emídio Fernando (*), foi a leveza, capacidade de síntese documental e testemunhal, mais o rigor distanciado, com que trata e documenta o drama da perda do “diamante colonial”. Sendo o autor um jornalista, nascido em Angola, é um fascínio a leveza não dramática, mas sinaleticamente pontuada, com as linhas de força cruzadas e entrelaçadas, com que Emídio Fernando desdramatiza o drama, e que drama, mais os traumas conexos, tornando-o perceptível como se um mero encadeado histórico se tratasse, apesar da sua complexidade dramática, e ele não fosse mais que a afirmação do inevitável, fórmula abrangente de desdramatizar, mesmo nos seus pontos de absurdo, perfídia e crueldade, pacificando dores e rancores, ao transformá-los, dando-lhes distância, em dados históricos e irreversíveis.

Siga-se o exemplo - para Angola e outras antigas colónias - e, então, podemos estar à beira da necessária e urgente catarse pós-colonial. Obrigado pois.

(*) – “O último adeus português”, Emídio Fernando, Editora Oficina do Livro.

Imagens: A de cima é famosa - um oficial fuzileiro português leva consigo, na retirada em 11 de Novembro de 1975, a bandeira nacional acabada de arrear como símbolo da extinta soberania portuguesa sobre Angola. A de baixo, é um instantâneo do regresso dos "retornados", tentando acarretar com eles, e em caixotes, o máximo dos seus pecúlios acumulados.

angola_2.JPG
publicado por João Tunes às 15:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. HONRA A GARY COOPER

. Efeméride ao cair do pano

. E VÃO DOIS, QUE DOIS

. AFINAL…

. DESABAFO MASOQUISTA

. Bom fim-de-semana

. CHE E AS MAMAS DA VIZINHA

. AINDA (SEMPRE) MÁRIO PINT...

. CAMILA VAI PARA A TROPA

.arquivos

. Setembro 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds